Músico
Brief info

#ce7730

Chico António nasceu em 1958 no distrito de Magude, Província de Maputo, no sul de Moçambique, e cresceu no internato de S. José de Lhanguene. Aos 9 anos de idade torna-se solista de um coro de Igreja constituído por 50 pessoas, ao mesmo tempo que se inicia na aprendizagem do trompete e solfejo.

Fez parte de grupos musicais tais como Grupo Instrumental N-1 de música ligeira, Grupo RM (Rádio Moçambique), Orquestra Marrabenta e Asaga.

Em 1990, ganha o prémio RFI (Radio France International) e recebe uma bolsa para estudar técnicas base de piano, arranjos e captação de som em estúdio.

Em 1991, grava o seu primeiro álbum intitulado “Amoya” (que significa vento, espírito, alma) com o apoio da RFI e da Maison des Cultures, França. Grava o seu segundo álbum “Memórias”, em 2014.

Participa na gravação de trilha sonoras nos documentários de Licínio Azevedo, Sol de Carvalho, Camilo de Sousa, Isabel de Noronha, Gabriel Mondlane, Karen Boswel e Zego, entre outros.

Trabalhou em projectos com Madala Kunene (África do Sul), Grèn Sémé (Ilha da Reunião), Trânsito, Madonda (Moçambique e Madagáscar) e Maputo Electrónico com o franco-tunisino Smadj.

Há cerca de um ano e meio que se encontra em residência de criação em Inhambane, a trabalhar com músicos residentes no estúdio “Bom Dia” a produzir o seu terceiro álbum.

Créditos da imagem: Ouri Pota