David Diop nasceu em Paris em 1966, filho de mãe francesa e pai senegalês. Mudou-se para Dakar aos cinco anos e passou a maior parte da sua infância no Senegal antes de voltar a estudar em França aos 18 anos apos terminar o ensino secundário.
É um romancista e acadêmico francês, especializado em literatura francesa e francófona do século XVIII. A sua pesquisa, na Universidade de Pau, no sudoeste da França, se concentra nas representações da África em relatos do século XVIII e imagens de viajantes.
O segundo romance de Diop, “Frère d’âme”, que entrelaça a história da Primeira Guerra Mundial com a história do colonialismo, foi publicado em 2018. O romance descreve as experiências de fuzileiros senegaleses lutando pela França nas trincheiras. O personagem principal, Alfa Ndiaye, cai na loucura após a morte de um amigo de infância e inflige extrema brutalidade sobre seus inimigos alemães. Diop foi inspirado a escrever o livro pelo serviço de seu bisavô francês durante a guerra. Diop afirmou: “Ele nunca disse nada para sua esposa, ou para minha mãe sobre a sua experiência na guerra. É por isso que eu estava sempre interessado por todos os contos e relatos que deram um acesso a uma forma de intimidade com essa guerra em particular”.

© imagem: Getty Image