2.ª Feira: 15h - 19h

3.ª a 6.ª Feira: 10h - 14h | 15h - 19h

Sábado: 10h - 14h | 17h nas noites de espectáculo

Mediateca

Sobre a mediateca

A Mediateca é um local de utilidade pública aberto a todos. Promove actividades voltadas para a cultura francesa e francófona e disponibiliza informação, treinamento e documentação.

Mediatecária

Victória Massingue
mediatheque@ccfmoz.com

Colecções e Equipamento
Livraria
Filmes
Computadores
Livros
Jogos
Consulta e Empréstimo de Documentos

O acesso e a consulta de documentos são livres e não requerem inscrição interna, excepto se quiser fazer consulta ao domicílio. O empréstimo de documentos para as consultas ao domicílio está sujeito à adesão ao Clube Cultural, renovável anualmente. Saiba aqui como aderir.

Consulta

O empréstimo é concedido individualmente e sob a responsabilidade do proprietário do cartão de membro, o qual deve estar actualizado. Cada membro tem direito ao empréstimo de dez (10) documentos de cada vez, durante três semanas. No caso de ser portador do cartão família, o acesso aos empréstimos será ilimitado.

Autor do mês

Todos os meses, neste espaço, damos-lhe a oportunidade de descobrir um autor e a sua obra literária.

Jean-Christophe Rufin

Jean-Christophe Rufin nasceu  no dia  28 de Junho de 1952, em Bourges, Le Cher, França. É um médico, escritor e diplomata francês.

Depois do falecimento do seu pai, a sua mãe foi trabalhar em Paris como publicitária. Não podendo educar o filho sozinha, entregou-o aos seus  avós que cuidaram dele cedo. Depois de ter frequentado os liceus parisienses Janson-de-Mercante e Claude-Bernard, Jean-Christophe Rufin forma-se na Faculdade de Medicina de La Pitié-de-Mercília e no Instituto de Estudos Políticos de Paris.

Jean-Christophe Rufin dedicou mais de vinte anos da sua vida a trabalhar em ONGs na Nicarágua, Afeganistão, Filipinas,  Ruanda e nos Balcãs. Esta experiência no terreno levou-o a examinar o papel das ONGs em situações de conflito. No seu primeiro ensaio, “Le Piège humanitaire” (1986) e no seu terceiro romance, “Causes perdues” (1999), retrata os desafios políticos da acção humanitária e os paradoxos dos movimentos “sem fronteiras” que, com a intenção de ajudar as populações também se impõem de forma autoritária. Os seus romances históricos, políticos e de aventura assemelham-se a narrativas de viagens, na maior parte de natureza histórica.

Em Agosto de 2007, foi nomeado Embaixador da França no Senegal e, em 2008, foi eleito para a Academia Francesa, da qual se tornou o membro mais jovem.

Obras literárias

« Le Piège humanitaire – Quand l’humanitaire remplace la guerre », 1986

« L’Empire et les Nouveaux Barbares », 1991

« La Dictature libérale », 1994 (Prix Jean-Jacques Rousseau)

« L’Aventure humanitaire », 1994

« Géopolitique de la faim – Faim et responsabilité », 2004

ENCONTROS DA MEDIATECA

São sessões animadas em francês e em português que o CCFM e a Mediateca propõem para o público em geral de forma gratuita com excepções de alguns eventos especiais, onde os utentes podem descobrir o fundo que compõe a Mediateca a partir de: autores, artistas, realizadores de filmes, títulos de livros bem como discutir assuntos da actualidade em francês, para desenvolver a expressão oral.

De acesso gratuito, acontece todas as quintas-feiras, a partir das 17h. É dirigido a todos os falantes da língua francesa e, em particular, a todos os estudantes de francês que queiram melhorar a sua expressão oral.

Para tornar o espaço jovem da Mediateca mais dinâmico, em 2013 nasceram “Os Sábados das Crianças”, uma iniciativa de entretenimento para os mais pequenos. Todos os sábados, a partir das 10h30, propomos actividades animadas que variam desde visitas às exposições, leitura de contos infantis, cinema e muito mais, para crianças entre os 3 e os 10 anos de idade. Em alguns sábados do mês, uma sessão especial de cinema ou espectáculo está reservada para as crianças e os seus pais ou acompanhantes, dentro do auditório.

Mensalmente, conversamos de forma descontraída na Mediateca com os artistas que se fazem presentes no CCFM, vindos de diferentes partes do mundo. Desta forma, a Mediateca convida-o a descobrir um artista, uma arte, e/ou uma profissão e assim colher novas experiências.

A Nossa livraria

Desde 2017, a Mediateca dispõe de um espaço venda de livros. Este espaço é composto por uma colecção de livros em português e de escritores moçambicanos, fornecidos pelas editoras locais. Possui também livros da colecção “Regards Croisés”, que são teses de doutoramento com temas do nosso país tais como: “A Luta Continua, 40 Anos Depois: Histórias Entrelaçadas da África Austral” – de Caio Simões de Araújo; “A Política de Trabalho de Campo” – de Jean-Pierre Olivier de Sardan; “Ilha de Moçambique, Uma Herança Ambígua”- de Severine Cachat; “Os Deslocados de Guerra em Maputo, Percursos, Citadinização e Transformações Urbanas da Capital Moçambicana” – de Jeanne Vivet, e muitos outros.

Visite-nos e adquira o seu livro nos horários normais de abertura da Mediateca ou faça a sua reserva pelo endereço electrónico – mediatheque@ccfmoz.com – ou pelos contactos telefónicos (+258) 21 314 590 / 82 301 800 0.

Ilha de Moçambique – Uma Herança Ambígua

Séverine Cachat – Tese de Doutoramento

650 Mt

A Política de Trabalho de Campo

Jean-Pierre Olivier de Sardan – Tese de Doutoramento

300 Mt

A Luta Continua, 40 Anos Depois

Caio Simões de Araújo – Tese de Doutoramento

500 Mt

Escritas Urbanas

Béatrice Fraenkel, César Cumbe e Francesca Cozzolini – Tese de Doutoramento

800 Mt

Kwiri

Roberto Chitsondzo – Música – Livro CD

1800 Mt

Kudumba: Uma Plataforma de Preservação da Língua

Cremildo Bahule – Sociolinguística e Etnomusicologia

800 Mt

Os Deslocados de Guerra em Maputo

Jeanne Vivet – Tese de Doutoramento

750 Mt

Dicionário de Particularidades Lexicais e Morfossintácticas da Expressão Literária em Português – Vol. 1

Michel Laban – Dicionário

2000 Mt

Dicionário de Particularidades Lexicais e Morfossintácticas da Expressão Literária em Português – Vol. 2

Michel Laban – Dicionário

2000 Mt

Renegociar a Centralidade do Estado em Moçambique: Municipalização na Beira, Mueda e em Quissico

Egídio Guambe – Tese

1500 Mt

Kok Nam, o Homem por Detrás da Câmara

Nam Kok, Teresa Noronha e António Cabrita – Fotografia

400 Mt